Home

1º DE SETEMBRO - SÁBADO

 9h Abertura Oficial - Apresentação do Seminário.
 Eliane Faoro Marcassa - Assessoria de Patrimônio Cultural - FCC
 9h30 A diversidade cultural no contexto da metrópole
 José Guilherme C. Magnani
 Professor do Departamento de Antropologia da USP, coordenador do Núcleo
de Antropologia Urbana (NAU)  e membro da comissão editorial da Revista de Antropologia.

 11h Sobre o Fazer...
 Artesãos de Curitiba e Região Metropolitana de Curitiba
 Palestra e apresentação do documentário que objetiva dar maior  visibilidade aos artesão da RMC que trabalham de forma auto-sustentável, produzindo um trabalho artístico não produzido em série.
 Josina Melo-Jornalista, poeta, diretora e produtora cinematográfica e roteirista de outros documentários.Consultora em Meio Ambiente/Publicidade.

14h Políticas Públicas para Diversidade Cultural no Brasil Américo José Córdula Teixeira Gerente da Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural - Ministério da Cultura, responsável pela condução das políticas públicas para os eixos da diversidade cultural.
 Rejane Nóbrega - mediação Artista, arte-educadora, pesquisadora e assessora cultural da Secretaria de Cultura de Campo Largo.

 15h Circo e a cidade - Histórias do grupo circense Queirolo em Curitiba Palestra sobre a relação da família circense Queirolo com a capital paranaense.
Luiz Andrioli - Escritor e jornalista, trabalha como repórter e  apresentador de televisão. Pós-graduado em cinema e professor universitário.

16h Pra ver a Umbanda passar: do esquecimento à lembrança  Apresentação do documentário que buscou dar visibilidade aos terreiros de Umbanda no interior sócio-cultural da cidade de Curitiba através de um levantamento e mapeamento.
 Luciana de Morais - Cientista Social, Doutoranda em História pela UFPR. Pesquisadora das temáticas Cultura, Cotidiano e Patrimônio.
Luciano Coelho - cineasta. Coordena o Projeto Olho Vivo, centro de
pesquisa e ensino de audiovisual em Curitiba.

 17h30 No olho da rua e na rua do olho 
Apresentação do projeto que objetiva levantar ou resgatar fatos e situações ocorridos na região demarcada para estudo e documentação, o Marco Zero da cidade e seu entorno.
 Lina Faria - Trabalha em Curitiba, como free-lance para revistas
nacionais de arquitetura, urbanismo e design, além de desenvolver projetos pessoais, onde usa a fotografia como linguagem.
Considera-se uma fotógrafa da cidade, fotógrafa andarilha, uma flâneur.

 18h15 Pontos de Umbanda
 Espetáculo que trata de cantar, dentro do conhecimento religioso, as comidas rituais da Umbanda e suas manifestações em pontos ou músicas cantadas no Terreiro.
Grupo Curimba do Terreiro do Pai Maneco

 2 DE SETEMBRO - DOMINGO
 10h Abertura das Exposições - 2 a 9 de setembro
 Mapeamento de Culturas Populares
 Mostra dos registros feitos durante a realização do projeto.
 *Alice Rodrigues* - Fotógrafa, pós-graduada em Poéticas Contemporâneas no Ensino da Arte. Premiada em Salões de Arte e com participação em diversas exposições.
 Oficina Olho da Rua
 Exposição do resultado da oficina orientada pela fotógrafa Lina Faria.
 Uma leitura de todas as horas da região central de Curitiba, sob a mira de nove pares de olhos argutos: Alberto Viana - Ana Barrios- Anaterra Viana - Cido Marques - Luiz Cavet - Paulo Goes - Rosana Fabri - Sayuri K. - Vânia Werte.

 10h30 Mapeamento de Culturas Populares
 Palestra sobre o projeto que objetiva registrar, inventariar, cadastrar
e disponibilizar ao grande público as manifestações artísticas de cunho popular existentes nos bairros de Curitiba.
Ozanam Aparecido de Souza - Coordenador do projeto e antropólogo.
11h Patrimônio Imaterial: a experiência do Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC)
Márcia Scholz de Andrade Kersten. Cidade da Lapa/PR - Doutora em história das idéias pela UFPR e antropóloga.
11h30 Boizinho Faceiro
O grupo busca conhecer, "brincar" e divulgar a cultura do povo brasileiro. Através da prática e pesquisa de diversas manifestações culturais brasileiras, vem desenvolvendo apresentações de rua, espetáculos teatrais e oficinas para a comunidade.
12h Auto de Guaraqueçaba Grupo Fâmulos de Bonifrates
O Espetáculo é idealizado ao redor dos costumes do povo litorâneo e paranaense, inspira-se nos autos populares com histórias de amor, aventura e amizade.