Informações

Informações

Embora a região Sul do país apresente bons índices de desenvolvimento econômico, no espaço urbano vem aumentando as manifestações de violência, crescimento da pobreza e da exclusão sociais, que se refletem no crescimento da problemática ambiental.

O processo de ocupação humana pelas migrações internas, a urbanização crescente, aliado à especulação imobiliária, e as deficiências na educação, vêm gerando problemas ambientais, sociais e econômicos, muitas vezes irreversíveis, e alterações na paisagem costeira, o que pode comprometer o próprio turismo da região Sul. Da mesma forma, aumentam a poluição marinha e das praias por esgotos trazidos pelos rios.

Na região existem projetos e programas desenvolvidos por universidades, ONGs e outras entidades, mas que não apresentam uma articulação interinstitucional.

A REASul executou de 2002 a 2004 o projeto Tecendo Redes de educação ambiental na região sul, financiado pelo Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA)tem por objetivos, integrar as ações em Educação Ambiental (EA) no âmbito dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, através da criação e consolidação de uma Rede Sul Brasileira de Educação Ambiental (REASul).

A finalidade da REASul é debater e traçar rumos para difundir e fortalecer a Educação Ambiental (EA) no Brasil e, particularmente, na região Sul, contribuindo para diagnosticar, socializar e apoiar projetos e ações na área, atuando nos processos de formação ambiental de educadores e gestores e fornecendo subsídios para as políticas públicas.

Com isso, busca o desenvolvimento de princípios como democratização da informação ambiental, da cultura, do conhecimento, de inclusão social, emancipação política e valores da cooperação, solidariedade, responsabilidade e compromisso social na consolidação da EA e da cultura de redes.

A REASul articula-se com a Rede Brasileira de Educação Ambiental (REBEA) e outras redes estaduais e temáticas para difundir a cultura de redes.

Com as redes e o Ministério do Meio Ambiente realiza a gestão compartilhada de informações sobre EA do Sistema Brasileiro de Informações sobre Educação Ambiental (SIBEA), para o planejamento, promoção, coordenação e difusão de ações educacionais para implementação da Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA).

Realizações da Rede

Cadastramento de dados para Diagnóstico da EA na região Sul (instituições, pesquisadores, programas, projetos, cursos, produção acadêmica) e inserção no Banco de Dados do SIBEA;

Apoio a criação e consolidação da Rede Paranaense de Educação Ambiental (REA Paraná);

Apoio e parceira com a Rede de Educação Ambiental da Bacia do Rio Itajaí - REABRI - SC; e,

Atualização constante do site da REASul (www.reasul.org.br): Agenda de destaques, eventos e notícias, Biblioteca Virtual de Meio Ambiente.

Organização de eventos

II Simpósio Sul Brasileiro de Educação Ambiental (II SSBEA), em Itajaí, SC na Universidade do Vale do Itajaí, I Colóquio de Pesquisadores em EA da Região Sul (I CPEASul) e I Encontro da Rede Sul Brasileira de Educação Ambiental (I EREASul), em dezembro de 2003;

Apoio a realização do II Colóquio de Pesquisadores em EA da Região Sul (II CPEASul), na Fundação Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI, em Erechim - RS, 2004;

Participação da rede como membro na Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental de Santa Catarina (CIEA-SC);

Realização de Oficinas, Cursos e assessoria a Programas e Projetos; e,

Apoio a Encontros estaduais (EPEA-PR, SIGEA-RS), regionais (III SSBEA), nacionais (V Fórum Brasileiro de EA) e internacionais (Congresso Ibero-americano de EA - Joinville - abril de 2006).